terça-feira, 20 de setembro de 2011

União

Numa noite qualquer, uma estrela sapeca resolveu se aproximar da Terra para ver melhor as atividades tão curiosas daqueles seres tão breves, criativos e esperançosos que chamavam a si mesmos de “seres humanos”. As outras estrelas mais velhas a desaprovaram de imediato, mas não puderam impedir sua jornada. A sua curiosidade era tanta que ela chegou mais perto do que a estrela mais próxima daquele planeta, muito mais perto. Seu brilho cresceu tanto que, olhando da Terra, foi capaz de ofuscar todas as outras estrelas e apagar a lua.

Por um breve momento, um Viajante ficou desnorteado. A estrela que o guiava durante a noite desapareceu e ele parou, estarrecido, observando uma estrela crescer e brilhar mais que todas as outras.

Por um breve momento, uma Menina arregalou os olhos. Estava à procura de estrelas cadentes para fazer um desejo, mas o que ela realmente viu naquela noite foi muito mais especial e fantástico que qualquer chuva de meteoros.

Por um breve momento, um Bobo da Corte fez uma reverência. Olhava o céu estrelado no momento em que todas as outras luzes se apagaram para dar espaço a um brilho muito superior. Ali ele sentiu o que era a verdadeira majestade de uma existência.

Por um breve momento, uma Senhora correu para a janela de sua Torre. O clarão que viu a fez derrubar os frascos que segurava no caldeirão, mas aquele fenômeno da natureza era muito mais misterioso e fantástico que qualquer das suas magias. Qualquer ritual podia ser adiado para que pudesse admirar aquela luz.

Por um breve momento, um Rei deixou de cobiçar a lua para cobiçar uma estrela. Qualquer força capaz de encobrir a lua com sua luz era digna de seu almejo e sua por direito, afinal, ele era o Rei.

Porém, a luz grandiosa da estrela durou menos de um minuto. Apenas aqueles que olhavam para o alto no momento tiveram um vislumbre do seu aparecimento. Por mais particular que aqueles poucos segundos tenham sido, não houve uma alma sequer que não tenha se perguntado “Será que mais alguém viu isso?” E, naquele momento, todos aqueles que viram a estrela travessa se sentiram de alguma forma unidos ao céu, ao mundo e a todas as outras pessoas que tiveram aquela mesma experiência.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nota da Autora:
Como o Gabriel está doente hoje, trocamos a ordem de publicações desta semana. Na próxima semana voltaremos à programação normal da nossa agenda.
Obrigada pela compreensão!