terça-feira, 18 de outubro de 2011

Histórias do meu avô: canudinho

No final da vida meu avô foi diagnosticado com uma metástase que comprometeu-lhe todo o organismo. Por causa disso, era sempre necessário que houvesse alguém com ele para prestar-lhe auxílio. Na maior parte do tempo não tinha nada específico para fazer então eu simplesmente passava as tardes conversando com meu avô.

Ele, por outro lado, sentindo que não lhe restava muito tempo de vida, procurava aproveitar todos os momentos para repassar aos netos aquilo que ele achava ser essencial em sua vida. Estes últimos conselhos de meu avô jamais sairão da minha memória, parte pelo seu conteúdo, mas principalmente pelo contexto em que foram ditos.

Certa tarde estávamos sentados na sala conversando quando chegou a hora da água de coco. O quadro de saúde exigia que meu avô se hidratasse frequentemente e a caixinha de água de coco no meio da tarde visava atender essa exigência.

A tal caixinha, para os que não sabem, possui um orifício no qual se insere um canudo plástico para a sucção do líquido. Este canudo, por sua vez, fica afixado no interior de um pequeno envólucro de material similar, colado à parede lateral do tubo. Para tomar a água de coco, portanto, é necessário descolar o envólucro plástico da caixinha, retirar o canudo do interior do envólucro e inserí-lo no orifício apropriado. Simples assim.

Difícil contar essa história sem me emocionar. Enquanto eu repetia o familiar procedimento de "tomar água de coco" meu avô interviu, me interrompendo e, com as mãos trêmulas, mostrando como remover o canudo do envólucro sem precisar descolá-lo da caixinha, evitando assim um eventual amassamento da mesma. Um detalhe tão pequeno e que praticamente não faz diferença nenhuma para quem vai tomar água de coco, mas era algo que meu avô havia aprendido e que naquela hora ele julgou importante me ensinar.

Hoje, passados vários anos desde este episódio, toda vez que vou tomar água de coco penso no que meu avô me ensinou e tiro o canudinho. Garanto que não faz diferença no gosto da água de coco e nem traz qualquer outra vantagem técnica, mas por algum motivo não consigo fazer diferente. É isso.