sexta-feira, 23 de março de 2012

Histórias com som #02

Estavam sentados no bar, de frente para a praia, enxugando mais um copo de gelada. Os dois amigos se encontravam sempre no mesmo local, o bar do Veloso, e olhavam para o mesmo mar, a mesma paisagem, bebendo a mesma cerveja.

Nada contra a rotina. Nenhum deles reclamava de passar as tardes desfrutando da companhia do outro, ainda mais diante de uma paisagem tão fabulosa. Mas naquele dia, aconteceria algo que mudaria suas vidas de retinas tão fatigadas. Um fato simples, mas que aos olhos do poeta se tornariam mágicos.

Há apenas algumas casas de distância naquela mesma rua, Heloisa saiu para caminhar na praia. Embora fizesse isso com certa frequência, naquela tarde a moça de tinha 17 anos mudaria sua vida para sempre. Mas ela ainda não sabia disso. Na verdade, a jovem de corpo dourado do sol só ficaria sabendo disso dois anos e meio depois.

Foi então que os amigos, sentados no bar em frente à praia, viram a garota caminhando por Ipanema e, extasiados por sua beleza, disseram a frase que lhes tornaria famosos no mundo inteiro:

- Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça!